um projeto especial

pela continuidade

do legado do

socioambientalismo

brasileiro

Política Restaurativa Nossa Terra Firme.

A Pesquisa " Política Restaurativa " nasce da vontade de criar reservatórios modernos e acessíveis para a história oral do movimento ambientalista. Não é possível respeitar o que não se conhece, nem ter como referencia um discurso que não se consegue encontrar. Esta pesquisa é um mapa

IMG_0318_edited.jpg

pertencimento

Encontrar nossos pontos comuns entre nossas características difusas e diversas.

o que deu certo

Que estratégias funcionaram? Como podemos potencializa-las? Quais os insights que as orientam? 

encontrar os ajustes

Como podemos tornar o legado do movimento ambientalista ainda mais relevante nos dias de hoje?

o que queremos encontrar

Tropical Leaves

justificativa

Num mundo em transformação, quem não se adapta não se mantém potente. Para que o movimento socioambiental seja bem sucedido em sua missão de proteger a natureza que resta, e recuperar a natureza que se foi; é importante que se reflita sobre a maneira que os diálogos sobre o tema tem sido travados. Mais ainda, sobre o impacto pessoal, político, ético, técnico que isto impõe a aqueles que embarcam nesta jornada. Como diz o conceito Africano " Sankofa " , é refletindo sobre o passado que o caminho do futuro se torna claro.

Na Universidade de Columbia, a presente pesquisa entrevistou cerca de 40 pessoas e produziu um rascunho inicial de 12 capítulos em formato de dicionário/enciclopédia. Cada capítulo abordava uma técnica, tática ou conceito bem sucedido cunhado no dia a dia do movimento socioambiental brasileiro, encarando-os como tecnologias sociais e não como acontecimentos históricos de ocorrência única. O que é tecnologia pode ser adaptado, reinventado e implementado em diversas realidades, não é dado morto nem fábula histórica, é arma prática nas mãos de quem se preocupa com o meio ambiente.

 

Em 2020, a Pesquisa Política Restaurativa ganha um novo braço - a produção de um documentário de novo tipo, onde entrevistas e grupos focais começam a ser disponibilizados online e geram diversos produtos de mídia e reflexão social, incluindo o produto final do filme, mas indo além para produtos de comunicação e mídias diversas.

pesquisadores

iara vicente

Socióloga, Mestre em Administração Pública em Ciência e Política Ambiental e socioambientalista de terceira geração. Natural da Amazônia e especialista em História Oral

  • Black Twitter Icon

história oral

daniel oxenhandler

Filmmaker, Produtor Cultural  focado em desenvolver projetos interdisciplinares de arte  que combinem pesquisa, arte, comunidade e co-criação. Residente de Copenhagen.

as conversas que promovemos

Screen Shot 2020-12-09 at 11.06.22 AM.pn

Lançamento do Projeto em Continuidade nas redes sociais do Unibes Cultural, com a presença da Ex-Ministra do Meio Ambiente Marina Silva, a Vice-Presidente da Conservação Internacional América Latina Rachel Biderman, o Fundador da Virada Sustentável André Palhano e o pesquisador em racismo ambiental Rafael Santos.

Em 2017, promovemos o primeiro diálogo público da pesquisa, trazendo o filósofo e ex-Deputado Federal Marcos Afonso para conversar sobre o legado de Chico Mendes na Universidade de Columbia, em Nova York.

A pesquisa pretende publicar e expandir suas entrevistas e grupos focais públicos ao longo de 2021, almejando ser um espaço intergeracional de diálogo permanente para a comunidade socioambiental.

cinema participativo